segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Ensinamento de Camaleão: n°2

Comecei o mês ensinando como agir sob o peso de uma separação - tá, não sou nem um Guru amoroso, e nem muito menos acredito ter ensinado algo novo. Apenas esclareci uma das minhas Fórmulas para não demonstrar fraqueza diante de um pé na bunda!...
Hoje, o ensinamento é outro. Mas, além de se aplicar facilmente a outras áreas de relacionamento, também é possível utilizá-lo nas áreas amorosas:

“Antes de confiar em uma pessoa, dedique-se a conhecer o seu passado...


video

...Ou melhor, dedique-se a conhecer com que tipo de Drogas ela já manteve contato."

Decifra esse freud - parte 2

Sou uma pessoa que gosto de saber o que as outras pessoas sonham (sei lá, acho o fato de sonhar uma maravilha inexplicável). E, como ultimamente tenho dormido praticamente todos os dias com a minha namorada, desenvolvi o hábito de perguntar-lhe sobre os seus sonhos, como também de contar os meus
Outro dia desses, ao acordarmos, depois das saudações matutinas, perguntei-lhe sobre o que ela havia sonhado naquela noite. Eis o sonho dela (sucintamente):


Sonhou que íamos numa festa, e que nesta festa, a irmã dela dava em cima de mim, e que, por causa disso, ela brigava com a sua irmã.


Ela me perguntou sobre o meu sonho. Mas, na hora, não consegui lembrar o que havia sonhado (juro por Deus), e só fui lembrar mais tarde. Eis o meu sonho:

Nós estávamos numa fila: Eu, minha namorada e, coincidentemente, a irmã dela (a que dava em cima de mim no sonho dela). De repente, do nada, eu alço vôo. Começo a voar bem alto, e ao olhar para baixo, chamo por minha namorada:


- É sua vez, vem!


- Não consigo! Como você faz?


- É só deixar o corpo leve e se equilibrar no vento!


- Não consigo! – diz ela desistindo.

Então, como alguém que perde a vez na fila, sua irmã é quem começa a tentar a voar.
E, sem muito esforço, alça vôo e me alcança. Ao ver que sua irmã (minha cunhada) se aproximou de mim, percebo um certo ciúme de minha namorada (mas, mais um ciúmes por não ter conseguido voar do que de mim – tipo uma birra de criança). E ao vê-la assim, desço até ela e digo:

- Vamos pra casa! Você não sabe brincar!

---------------------------------------------------
O que me chamou atenção nos sonhos à cima, é o fato de, tanto no sonho dela como no meu sonho, estarmos Eu, minha namorada e sua irmã. E existir, nos dois sonhos, praticamente o mesmo sentido: o ciúme de minha namorada (que nem é tão ciumenta na vida real e muito menos com sua irmã).

É tipo como se eu ou ela conseguíssemos saber o que o outro está sonhando e sonhar algo parecido. Sei lá, mas depois que lembrei do meu sonho e analisei o dela, fiquei maravilhado com as coincidências dos nossos sonhos...

Com os sonhos deduzi uma coisa: meu pênis é anormal Nós dois (eu e minha namorada) somos muito parecidos...




E Freud, onde quer que você esteja, CHUPA ESSA MANGA! Rá!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

A queda!

Talvez, uma das coisas mais certas a que o Bicho-homem esteja sujeito é o TOMBO.
Pode ter certeza, se não cai enquanto grande, já caiu quando pequeno. E é fato, todo mundo vai cair um dia. Seja passeando na rua ou jogando futebol. Seja tomando banho, andando de bicicleta ou mascando chicletes. E, nesses tombos da vida, vamos agregando a nossa história pessoal, arranhões, fraturas, hematomas, luxações e cicatrizes (algumas das quais nos acompanharão pelo resto de nossas vidas).
No caso das cicatrizes, uma coisa não muda: você sempre vai ter uma na perna – provavelmente por que chutou algo que não devia ou tropicou em algo que estava no lugar errado na hora errada. Eu tenho uma na canela: Chutei a trave de madeira ao invés da bola em uma partida de futebol (isso exemplifica a minha habilidade em campo).



Esta semana, ao descer a escadaria da casa de minha sogra, lembrei da sensação deliciosa de cair. Escorreguei em um degrau e só fui parar uns três degraus abaixo.
Minha sogra, que acompanhou o tombo, me viu descer de bunda a escada aos berros:

- Cuidado! Cuidado! Ai meu Deus do céu!

Levar um tombo ao som de gritos não é nada agradável. Muda a intensidade da coisa:
Um tropicão e um simples tombo viram uma rasteira no beiral de um precipício.
E, pra quem cai, a sensação é de queda infindável. O tombo todo deve ter levado uns 2 segundos, mas, os gritos de minha sogra, me fizeram crer que não iria parar até que minha bunda não existisse mais.



Ao levantar, constatei alguns arranhões nas nádegas, nos dedos, no braço e uma forte dor no Cóquis, ou, o osso da bunda. Esta dor tem me perseguido desde então.
Seja no levantar, no sentar, no abaixar, lá está ela – ou melhor, aqui esta ela -, presente e viva como uma espécie de trauma. Agora, ao descer uma escada –qualquer que seja- rezo três “pais-nossos” e Duas “ave-marias” antes e desço a escada quase que como se estivesse pagando uma promessa de joelhos: Bem devagarzinho.


Bom, mas o melhor de tudo isso é saber tirar proveito da queda. Saber que ela veio pra me ensinar alguma coisa. O que aprendi com a queda?
Que devo prestar mais atenção nas coisas, que devo ter menos pressa, e que dor no osso da bunda dói pra caralho! ( Não sei, deve doer para o caralho também, mas aí já é outro assunto, e só sei dizer que eu sou o CARALHO para essa dor, capite?)....

Deixo vocês com uma sessão de tombos....


video/

...Por que todo mundo Cai...

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Insônia zero!

Ultimamente, minhas noites de SONO estão sendo divinas...
Não ando tendo nenhum problema em adormecer... Ou melhor, minha insônia resolveu dar uma trégua.
Pra quem ia dormir, quase todos os dias, por volta das 3h da madrugada, ir dormir às 00:30h já é um bom começo, né? (É, este é o horário que tenho ido me deitar ultimamente)...
Tenho tido tempo até pra sonhar - o que é uma coisa que eu adoro!
Mas... Eu estaria sendo injusto se eu dissesse que tenho conseguido isso sozinho. E, é este o motivo desta postagem... Ela é um agradecimento a minha parceira de concha: minha namorada (Fabiula). Sim, por que ultimamente, já não sei o que é dormir sozinho ( graças a Gody e ao cupido que nos flexou)...E, talvez, se esse RITUAL - o de dormir com ela - for interrompido, posso ter uma RECAÍDA INSONIAL (coisa que eu detestaria). E, foi pensando nisso que resolvi escrever sobre isso ( O que tbm é uma coisa lógica, por que se eu estivesse pensando em sexo, certamente escreveria sobre sexo, não?...Merda, foi só falar em sexo que meus pensamentos se perdem!).
Bom, mas retomando o fio da meada, o que pretendia de fato com esse POST é registrar as 5 (top five) melhores coisas que eu GOSTO quando estou dormindo com a minha NAMORADA:

1° - Nós dormimos de conchinha. Porém, antes da conchinha em si, ela deita com a cabeça no meu peito pra conversarmos. E, geralmente é nessas conversas que Fazemos planos e firmamos o nosso relacionamento ( Acredito que quando estamos com sono, nossos pensamentos ficam mais vulneráveis, e somos capazes de dizer as coisas que de fato passam pela nossa cabeça... E ultimamente, é neste acochego pré-sono que descubro o quanto nossa relação é sólida!).


2°- Ela me faz rezar. Sério, não tinha o hábito de rezar. E, sinceramente, sempre achei maravilhoso quem reza antes de dormir. O REZAR em si é, grandiosamente, uma questão livre de qualquer vínculo com religião e/ou dogmas cristãos (pelo menos eu considero). Acredito que é nessa hora que Preparamos nossa mente para alcançar objetivos e agradecer pelas coisas ao nosso redor. E o mais bonito nessa nossa Oração pré-sono é que sempre agradecemos a GODY pela nossa união.

3°- Ela é friorenta e eu calorento por demais. Quando nos unimos estabilizamos a temperatura.
Ou seja, Ela me esfria e eu esquento Ela (sem conotações sexuais, por favor!).

4°- Nós elaboramos uma brincadeira. Ganha quem dizer primeiro, depois de acordarmos, "EU TE AMO".
Geralmente sou eu quem ganho, mas, confesso que ultimamente ela tem se demonstrado uma ótima competidora...

5°- Por que não tem coisa melhor do que abrir os olhos e enxergar o teu amor do seu lado. Ainda mais de cara inchada (tá, é que eu acho ela LINDA com a cara inchada...Tipo, os seus olhinhos ficam tão cheios que ela fica parecendo uma japonezinha...Chamo-a de GAPA GIRL! Ela sempre ri - um sorriso meio-mal-humorado de quem acaba de acordar, mas, ainda assim uma graça!).



... É, eu também!

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Dia das Crianças...(atrasado)

Por que, às vezes, tenho a impressão que foi só meu corpo que cresceu...



















...Noutras, tenho certeza!!

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Por que a Pressa da Postagem anterior se Resume nesta foto:


Não não, não estava com pressa para comer bolo, e sim, por estava indo a um casamento!...
E também não escrevi a postagem anterior Bêbado. Eu não tinha tempo mesmo, e consegui escrever somente aquilo. Quer dizer, não sei nem como consegui escrever aquilo, por que eu mal sentei na frente do Computador e já ouvia a minha CARONA buzinar o carro...



Detalhe: Ela pegou o Buquê!

sábado, 10 de outubro de 2009

Pressa...

Já já estarei em um casamento...
Meu terno preto combina com a gravata verde que combina com o vestido da minha namorada... Será uma noite entanto, já planejei a minha vitória...

hahauahuahu....
até mais...

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Decifra esse freud!!



Acordei no meio da noite com vontade de ir ao banheiro. Levantei, fui até o vaso e esvaziei a água do meu joelho. Ao retornar a cama, pensei: Vou dormir do outro lado (com os pés para a cabeceira da cama). Virei o corpo na cama e adormeci. E aí abaixo segue o sonho que tive:

O monstro tinha cabeça de gente e o corpo de leão. Assemelhava-se a Esfinge - guardadora da entrada da cidade de Tebas (Grécia antiga) – mas, não possuía asas e nem o sexo feminino. Suas patas eram grandes e fortes e seu rosto – a face de um homem – era bastante jovem: tinha a pele lisa e os cabelos penteados para trás.

O dono dessa fera, que embora assustadora não parecia ser malévola, era o nosso vizinho. Ele a mantinha no quintal da sua casa como um animal de estimação. O bicho-monstro-fera era como um cachorro brincalhão. Mas, o problema é que, por possuir muita força, acabava, sempre quando queria brincar, machucando outros cachorros e/ou pessoas.

E aí começa o sonho de fato:

O bicho-monstro-fera começou a atacar – na verdade, só queria brincar – os outros cachorros. Ele se aproximava dos outros cães – que por sinal, latiam ferozes contra ele, por ele ser diferente dos demais – e distribuía patadas ‘afetivas’ que os desmantelavam. A cada patada do bicho-monstro-fera, os cachorros voavam distantes e, todos mortos.
A força do Monstro era descomunal, não havia cão que suportasse uma patada sua.
E após algum tempo, todos os cachorros da rua onde eu moro estavam mortos.


Nesta etapa do sonho, o nosso vizinho começou a se preocupar com o animal que adotara como bicho de estimação. Até por que, o comportamento do bicho havia se alterado: quando uma de suas filhas foi acariciar o monstro, ele pulou sobre ela e quase a matou. A fera parecia estar gostando de matar, de ser o mais forte dos animais das redondezas.
De repente, todas as pessoas da minha rua queriam caçar o Bicho-monstro-fera. Inclusive o próprio dono. Mas, como o animal possuía muita força, o medo acabava sendo maior que a coragem de enfrentá-lo.

E a Fera continuava a brincar... Só que agora, por não ter mais outros cachorros com quem se divertir (estavam todos mortos), sua mais nova diversão era correr atrás de carros e motos. E aí os prejuízos foram enormes: Pneus furados, capôs amassados, volantes arrebentados, bancos arremessados, motos esmagadas por inteiro.

A tensão e o medo de sair à rua era geral. Todos se trancafiavam em casa com medo do bicho. Poucos punham os pés para fora do quintal. E, apenas as crianças desafiavam esse isolamento. Eram as únicas que pareciam não estarem afetadas com o monstro.

Segue a cena:

“... O filho de outro vizinho meu, começou a andar de bicicleta pela rua.
A Fera estava quieta, descansando sob a sombra de uma árvore. De repente, a bicicleta passa por sobre algumas folhas secas. O som alcança os ouvidos da fera e ela sai correndo atrás do garoto. O menino tenta pedalar mais rápido e escapar, mas o bicho, além de tudo, era veloz. E sem muito esforço captura o menino com um pulo.
Fera e Menino rolam pela rua e caem num buraco. O garoto começa a gritar.
Todas as pessoas saem das suas casas e partem em direção ao buraco.
De repente, do nada, um trabalhador que estava ali por perto, surge com uma serra- elétrica. Ele entra no buraco e salva o garoto, cortando o Bicho-monstro-fera em pedaços. Eles retiram o filho do meu vizinho do buraco, e, também, o Bicho.
Comemoram o salvamento do menino e retornam pras suas casas.
O bicho-monstro-fera fica ali, esparramado no chão com o corpo cheio de retalhos.
Mas, ainda assim vivo... Coisa que ninguém percebeu, exceto meu primo:
Ele tomou a moto-serra do trabalhador e degolou o Monstro. Pegou a cabeça do bicho, e apontando-lhe ao céu (como alguém que exibe um troféu), disse:

- Agora acabou!


Neste momento eu acordei... O celular anunciava a hora de eu ir para o trabalho.

E sério, não tenho a mínima idéia do que esse sonho quis dizer...



...mas, talvez, Freud saiba, né Tio Fróid??

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Ensinamento de Camaleão: n°1

Para começar o mês de outubro com o pé direito, vai aí uma dica do CAMALEÂO:

Se algum dia você levar um chute de alguém, demonstre resistência! Não se ajoelhe a fraqueza. Se você parecer forte, a pessoa que te chutou se abalará -Sim, por que uma pessoa só chuta a outra com a intenção de se demonstrar mais forte. Mas, se assim proceder, nunca, por razão nenhuma deixe tranparecer (ainda que você esteja afetado) sua fragilidade...

video

Ou seja, resumindo: Nunca esqueça de apanhar o seu boné depois de um coice. As pessoas podem achar que você ficou desorientado, o que, por certo, lhe conferirá fraqueza!

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Um Camaleão dentro de um Aquário...Ou, numa linguagem mais Denotativa, alguém que Vive uma flexível versão de Si mesmo. Não morreria por quem sou agora, mas, talvez, por quem poderia vir a ser amanhã... Dentro do Aquário, quer dizer que estou dentro da VIDA....Quer dizer que VIVO! E este Blogue, nasceu com o único propósito de Descarregar algumas das minhas Ilusões, dos pensamentos, dos contos que Pairam pela minha Mente, das coisas que já fiz...Enfinx, é uma mistura de Diário da vida com Um diário de uma imaginação...